Juízes 6-8

Versículo para memorização – Juízes 6:1

Depois da vitória de Débora e Baraque, Israel teve paz por quarenta anos, mas novamente voltou-se contra Deus a favor de ídolos; então Deus os entregou à opressão dos Midianitas. Imploraram a Deus e Ele mandou um profeta para lembrá-los de Sua contínua libertação e do freqüente pecado cometido por eles. Depois, enviou um anjo para falar a um homem a quem usaria para libertar e julgar Israel. Esse homem era Gideão, filho de Joás, da tribo de Manassés.

Gideão não podia acreditar que Israel seria salvo por ele, então pediu um sinal do anjo e o anjo produziu fogo de uma pedra para consumir uma oferenda que Gideão havia preparado. Gideão pediu e recebeu dois outros sinais de Deus antes que finalmente fosse fazer a tarefa para a qual Deus o havia chamado.

Gideão agrupou trinta e dois mil homens para a batalha, mas Deus disse: “isso é muito, o povo se orgulhará de sua própria vitória”. Então, Gideão disse a todos que estavam com medo para voltar para casa e vinte e dois mil retornaram. Deus disse que dez mil ainda era muito e ele organizou outro prova, pelo qual desqualificou todos, exceto trezentos dos homens de Gideão. Você pode ler isso em Juízes 7:5-9.

Deus não armou esses trezentos homens com espadas, senão com tochas, jarros e trombetas. As tochas foram colocadas dentro dos jarros. Naquela noite, rodearam as terras dos Midianitas e quebraram os jarros, deixando as tochas brilharem. Sopraram suas trombetas e gritaram, e os perversos Midianitas ficaram amedrontados. Voltaram-se uns contra os outros, matando seus companheiros de armas e fugiram das trombetas e das tochas. Com isso, Deus destruiu os Midianitas por intermédio de Gideão. Mas não houve um longo período até que os israelitas propensos ao pecado se voltassem novamente contra Deus. Veja Juízes 8:24-27.

Sejamos atentos ao perigo de engrandecer homens. Não importa qual seja nosso intento, isso geralmente se transforma em idolatria e tanto o ídolo quanto o idólatra são punidos por isso, como foram Gideão e Israel. Observe as últimas palavras de Juízes 8:27: “e foi por tropeço a Gideão e à sua casa”.

Perguntas – GIDEÃO

1. Depois da morte de Sísera, a paz prevaleceu por quanto tempo?
2. Que povo maldosa oprimiu Israel nessa lição?
3. Quando o povo implorou a Deus, como Ele os fez lembrar de seu pecado?
4. Quem Deus escolheu para libertar Israel nessa ocasião?
5. Qual era o nome de seu pai?
6. A que tribo pertencia?
7. Por que duvidou que Deus o usaria?
8. Qual foi o sinal que o anjo mostrou-lhe?
9. O que Gideão fez que ofendeu seus companheiros Israelitas?
10. O que propuseram fazer-lhe?
11. Qual foi a resposta de seu pai?
12. Que outros dois sinais Gideão pediu a Deus?
13. Com quantos homens começou?
14. Quantos partiram por medo?
15. Quantos Deus finalmente permitiu que mantivesse?
16. Por que Deus somente permitiu esse número?
17. Que itens foram usados contra Midiã?
18. Descreva o modo da batalha.
19. Que erro Gideão cometeu que se tornou um laço?
20. Por quanto tempo o povo teve paz desta vez?

Autor: Pr Forrest Keener
Tradução: Albano Dalla Pria
Revisão: Daniel Aaron Gardner
Edição: Calvin Gardner 04/04
Fonte: www.palavraprudente.com.br